quinta-feira, 15 de setembro de 2016

NieA Under 7. Domestic Poor Animation.


Embora Domestic Poor Animation seja o subtítulo do anime, já adianto que ele não tem nada de amador. Yoshitoshi ABe é figurinha carimbada no Dissidência Pop, não nego a admiração que tenho pelo seu trabalho, suas obras vão muito além de Serial Experiments Lain, que, sem dúvidas, foi o seu anime de maior destaque. Já falei no blog sobre outro anime fantástico dele, Haibane Renmei, bem como, de alguns de seus artbooks. Porém, desta vez, abordarei um pouco um de seus animes mais enigmáticos e desconhecidos, mas não com menos qualidade, o controverso NieA Under 7.





NieA Under 7 é um anime de 13 episódio, que foi ao ar de abril a julho do ano 2000, produzido pela Genco e realizado pelo estúdios Shaft e SynergySP. A direção ficou a cargo de Tomokazu Tokoro, que também dirigiu Haibane Renmei e Hellsing Ultimate. O anime foi baseado no mangá de mesmo nome de autoria de Yoshitosho ABe, publicado de setembro de 1999 até dezembro de 2000. Naturalmente, o character design foi realizado pelo ABe.

Os anos finais século XX e o começo do XXI foram o período de maior destaque de Yoshitoshi ABe no universo das animações, onde três obras nas quais contribui no processo criativo vieram à tona. Eu chamo esses animes da trilogia de ABe, composta por Serial Experiments Lain (1998), Niea Under 7 (2000) e Haibane Renmei (2002). Nesses quatro anos ABe realizou o ápice do seu legado até a presente data.



Claro que ABe realizou outros trabalhos no mundo da animação, como Texhnoyze de 2003 e NHK ni Youkoso! (2006), mas nestes casos, trabalhou apenas no desenho dos personagens. Assim, não os elevo ao mesmo patamar dos três animes citados no parágrafo anterior. Esses três animes são tão diferentes entre si, mas possuem grandes similitudes, todos estão impregnados de mistérios e enigmas que ao final deles ainda restam a maioria das dúvidas em aberto, são animes sujeitos a grandes especulações interpretativas.

Serial Experiments é sem dúvida o mais famoso, o qual levou o nome de ABe bem como dos outros envolvidos, como Chiaki Konaka ao reconhecimento internacional, virando um clássico cult. Haibane Renmei, embora não tão famoso como Serial Experiments Lain, igualmente possui certo reconhecimento. Dentre os três NieA Under 7 é esmagadoramente o menos conhecido, e é sobre essa pérola escondida que vamos tratar especificamente neste post.



Segundo supõe os especialistas, NieA Under 7 teria sido uma tentativa de retirar a atmosfera pesada e psicologicamente intensa que Serial Experiments Lain imputou a Yoshitoshi ABe, já que NieaA Under 7 é basicamente uma comédia, e por isso menosprezada segundo os critérios psicológicos dos apreciadores de Serial Experiments Lain, o que não é justo. Deixando as especulações de lado, segundo a definição exata, NieA Under é considerada uma comédia-dramática, por mesclar elementos de drama na comédia que dita o tom da obra.

Mas do que se trata NieA Under 7? Bom, em resumo, no século XXI, alienígenas chegaram na Terra em uma grande espaçonave, e em pouco tempo começaram a conviver com os humanos, como se humanos fossem, se integrando na sociedade terráquea. Aparentemente sua nave-mãe estava defeituosa, o que os obriga a ficar na Terra de qualquer forma. Os alienígenas não são muito diferentes dos humanos, tirando o fato de possuírem orelhas pontudas e antenas, sendo essas antenas como aquelas de televisão, cada um possui uma de um formato.



Neste contexto, na pequena e pobre cidade de Enohana, onde caiu a nave-mãe, uma pobre estudante, Mayuko Chigasaki divide um quarto paupérrimo com uma alienígena que dorme no guarda-roupa, NieA, uma alienígena de classe baixa, Under 7, que nem ao menos possui antena. A questão é que Mayuko quando começou a morar no quarto, não sabia que NieA estava instalada lá, e assim começa uma turbulenta convivência, visto ambas terem personalidades completamente distintas.

Enquanto Mayuko é séria e preocupada com os estudos, tendo que trabalhar duro para poder se alimentar, o que nem sempre consegue (ela trabalha em três empregos, de madrugada entrega jornais, limpa a casa de banho onde tem o quartinho alugado e a noite trabalha em um restaurante). Já NieA é totalmente despreocupada e por assim dizer "vadia", trabalhando ocasionalmente na coleta de sucata e fazendo uns pequenos discos voadores que nunca dão certo, além de sempre encher o saco de Mayuko implorando por comida, pois, na verdade, vive às suas custas.



Deste relacionamento, que não tem nada para dar certo, se desenvolve a trama de NieA Under 7, que por seu caráter quase episódico, é uma sucessão dos infortúnios que Mayuko tem que passar para sobreviver e sustentar a parasita da NieA, tudo repleto de humor, enquanto a origem dos alienígenas serve apenas como pano de fundo onde se passa essa curiosa história. No anime Mayuko e NieA tem que lidar com uma série de personagens, como o pessoal da casa de banho, alienígenas que moram nas redondezas e amigos oriundo de Tóquio, onde Mayuko vai todos os dias de ônibus para estudar.

Há outros personagens que merecem destaque na série além da dupla de protagonistas, como a dona da casa de banho, Kotomi, a qual tenta manter com muito esforço, junto com todo mundo, inclusive Mayuko, a antiga casa de banhos que quase não dá mais lucro em uma cidade desolada como Enohama. Mayuko possui uma ligação muito forte com essa casa de banho, aparentemente ligada ao seu passado. Outra personagem interessantíssima é Chiaki, uma fanática por alienígenas, totalmente exagerada, que foi inspirada em Chiaki J. Konaka, amigo de ABe além de roteirista de Serial Experiments Lain.



Embora possa parecer um anime simples, NieA Under 7, mesmo que de forma descontraída, aborda temas importantes, como discriminação, estereótipos, alienação, assimilação dos alienígenas, além do embate entre a vida na cidade pequena com a vida na cidade grande. Não podemos esquecer também, da questão da pobreza que aflige Mayuko, confesso que nunca tinha visto em animes uma abordagem tão verdadeira e convincente do retrato da pobreza.

Entretanto, o foco do anime é a comédia, já adianto que não é um anime que vai fazer você rolar de rir, e nada tão apelativo como vemos nas comédias atuais. NieA Under 7 não possui os gatilhos modernos que atraem as pessoas, como o uso descarado de fanservice. O anime tenta mostrar de forma cômica as durezas da vida, principalmente dos mais pobres, no caso, a nossa melancólica Mayuko. Mesmo sendo uma comédia, é uma obra muito reflexiva, todas as piadas giram em torna da tentativa de sobreviver neste mundo de cão.



A questão do preconceito com os alienígenas é um ponto recorrente na obra. Na sociedade alienígena eles são divididos por classes sociais, os unders e os plus, o que determina o grau de aceitação e prestígio na sociedade. NieA é uma under 7, o nível mais baixo possível, que nem consta nos registros oficiais, devido a isso ela é constantemente alvo de ofensas como "sem antenas estúpida", o que ela imediatamente responde como sendo um ato de preconceito. Aparentemente não há como evoluir o seu status, alguns alienígenas fingem serem de um nível mais elevado.

Por NieA ser uma under 7, nem trabalhar direito ela pode, não que ela queira, já que se sente muito satisfeita com o seu bico de catadora de sucata. A série mostra uma série de alienígenas tentando se adequar na sociedade, adotando estereótipos, como um dono de uma lojinha de conveniência que se veste de indiano, e tenta imitar os costumes deste país, além de Kama, uma alienígena que se veste de chinesa, adotando uma personalidade ofensiva por se considerar superior.


A série claramente tenta fazer uma analogia entre os alienígenas com a própria maneira que os imigrantes são recebidos e acolhidos no território japonês, os quais com muita dificuldade, tentam se adaptar ao modo de vida japonês. No final de cada episódio, com exceção do último, há sempre uma esquete em live-action de um indiano, o Dalgit, que mora no Japão tentando explicar de maneira cômica os seus costumes, como vestuário, comidas típicas, entre outras coisas, além de falar mal dos japoneses.

O lugar onde se passa a história, Enohana, por si só é algo desolador, uma cidadezinha pobre e favelizada, principalmente na região da cratera onde ocorreu o impacto da nave-mãe. É curioso que onde ocorreu um evento tão importante para a história mundial seja totalmente esquecido e abandonado em comparação com os grandes centros. Entretanto, Enohana atrai muitos visitantes, já que é possível ver a nave-mãe sempre ao fundo da paisagem, uma presença constante e enigmática durante toda a série.



A série mantém uma estrutura curiosa, a primeira metade dos episódios segue uma sequência de aventuras episódicas, como a busca por um combustível renovável na cratera ou a investigação em uma casa de banho concorrentes. Essa primeira metade também serviu para mostrar com detalhes aspectos da sociedade e acentuar o mistério, já que nada era dito de conclusivo, a nave-mãe continuava lá, ao fundo, longe de qualquer especulação.

Já na metade final do anime, as coisas começam a esquentar. Como sempre nas obras de ABe, seja qual for, o mistério é uma presença constante, servindo como um pano de fundo abrangente para um slice-of-life, assim como ocorreu em Haibane Renmei. Neste ponto, NieA Under 7 começa a ficar mais sério, o humor começa a diminuir progressivamente, chegando a episódios totalmente dramáticos, o anime entra em um estado intimista e reflexivo, onde os conflitos dos personagens começam a crescer e os mistérios a se acentuarem.



E por incrível que possa parecer, em parte do penúltimo episódio e no último inteiro, o tom alegre e descontraído da primeira parte retorna de maneira surpreendente, deixando todos os mistérios cultivados ao longo da série e acentuados na metade final ainda mais complexos e sem uma explicação clara, assim como em Serial Experiments Lain e Haibane Renmei. Mesmo sendo uma obra de comédia, seguiu os rumos de seus outros trabalhos, de uma forma não menos eficiente.

Esse final é bastante criticado, parece que as pessoas não conseguem entender essa virada súbita de humor entre o drama dos episódios anteriores e a comédia livre e despretensiosa do último, sem que haja uma resolução eficiente dos conflitos propostos. Entretanto, a obra, no meu ponto de vista, foi eficiente em ressaltar os aspectos cotidianos e despretensiosos, sendo os conflitos resolvidos de forma igualmente despreocupado, uma progressão condizente com o espírito da série.



NieA Under 7 foi eficiente em sua proposta, conseguiu transitar entre a comédia e o drama de uma maneira progressiva e não simplesmente um compilado de momentos dramáticos e cômicos, como na maioria dos animes atuais. Mayuko se mostrou uma personagem ricamente complexa, transitando entre os momentos dos animes de forma convincente. Ela merece uma análise especial, impossível não se conectar com ela e sentir uma sincera empatia.

Daqui para baixo quero falar um pouco mais livremente deste enigmático anime, assim, será possível aparecer um ou outro spoiler, então fiquem ligados.



Mayuko é uma garota pobre e esforçada, com objetivos claros na vida, entretanto passa por muitas dificuldades, incluindo financeira. Entretanto, além do aspecto financeiro, ela possui uma melancolia profunda do fundo do seu coração. Ela mora sozinha, longe de sua família, em um lugar que já pertenceu ao seu pai, que já é falecido. Ela guarda com carinho e presteza o relógio que um dia já foi dele.

Mayuko protagonizou momentos verdadeiramente tocantes, como quando depois de aceitar um convite de Chiaki para participar de uma festinha, teve que rejeitar o convite por ver que não tinha nenhuma roupa adequada para a ocasião. A melancolia profunda que ela sentiu da dúvida em aceitar ou não a proposta, e depois a depressão oriunda da perda de uma das poucas oportunidades de poder se divertir que apareceu em sua vida, foi algo realmente avassalador.



Ela ainda tem que aguentar NieA, tornando a relação das duas de amor e ódio. Mayuko não consegue aceitar o jeito despreocupado de NieA. Mas ao longo da série é possível perceber que o que Mayuko não suporta é a sua liberdade, uma espécie de inveja não maldosa nem intencional. Mesmo com esses problemas, as duas mostram um afeto verdadeiro. NieA nunca deixa de tentar procurar comidas gostosas para que Mayuko fique bem nutrida.

NieA, a personificação de uma vida levada despreocupadamente, também possui suas sombras, naquele mesmo período do anime onde o humor se esvai para deixar o drama e o mistério dar as caras e NieA começa a receber o chamado da nave mãe. Tudo começou com o seu pequeno rádio e o quase onipresente blues que NieA gosta de ouvir. NieA leva muito tempo para conseguir compreender a mensagem da nave-mãe, "Sayonara", adeus em japonês, antes tudo era apenas chiado.



Interessante que NieA comenta isso com outros alienígenas e pessoas, inclusive Mayuko, mas ninguém lhe dá crédito, como a nave se comunicaria logo com uma alienígena insignificante como NieA, e não um alienígena de casta elevada? O ato da nave de comunicar apenas com NieA é significativo, demonstra que a qualidade das pessoas não é delimitada pela sua classe social.

Outro ponto de destaque se dá quando Mayuko está no seu momento mais depressivo e NieA misteriosamente some, ela fica vários dias sem aparecer. Isto se dá depois de NieA tem entrado em um depósito clandestino de lixo relativamente perto da nave, a desolação do ambiente, sua poluição e mal imanente acabou por conseguir retirar ao sorriso do rosto de NieA, e para fazer isso, tem que ser algo sério.



Até agora se especula o que motivou o sumiço dela, talvez o chamado da nave-mãe tenha ficado mais forte, ou NieA precisasse ficar um tempo sozinha. De qualquer forma, isso sempre será um mistério, já que na oportunidade que Mayuko tinha para perguntar, ela resolveu deixar quieto. Talvez tenha sido melhor assim, as rotina já tinha sido restabelecida, não adiantaria nada prejudicar essa paz. E também, não seria ABe se ele revelasse o mistérios da obra, não é?

Quando NieA volta um evento sem precedentes ocorre, a nave simplesmente desaparece, começa a se dissolver em um pó dourado e some sem deixar rastros. Agora faz sentido a mensagem "sayonara" que NieA recebeu. Mas o desparecimento da nave, por incrível que pareça, não despertou nenhum interesse em ninguém, tirando Chiaki, a maníaca por OVNIS. Curiosa a analogia que tanto a nave-mãe e NieA sumiram e quase ninguém deu importância.




Fim dos spoilers.

Agora vou falar um pouco dos aspectos técnicos da obra. No que concerne a animação, vejamos, é um anime de mais ou menos 15 nos atrás, com animação semelhante a que foi empregada em Serial Experiments Lain, nada mais do que esperado do tipo. Alguns momentos foram mais bem animados que outros, nada fora do habitual. Como de costume, o design dos personagens de ABe bem como seu detalhamento simples ditam o tom da obra.

No que concerne aos sons, a trilha sonora composta quase que completamente para uma guitarra acústica, dá uma sensação de calma e serenidade, o que combina perfeitamente com o tom leve de NieA Under Seven. A música da abertura é bastante curiosa, "Koko Made Oide", performada por SION, a voz do cantor é áspera e marcante, causando uma estranheza que combina com o anime.



Agora, concluindo, NieA Under 7 se mostrou uma obra única, sendo a tentativa de ABe em enveredar na comédia. Entretanto, mesmo se tratando de uma comédia leve, nem tudo é o que parece. Por baixo deste pano de fundo delicado, se esconde um anime repleto de indagações e mistérios, abordando temas muito importantes de forma muito descontraído, conseguindo alternar de forma eficiente os momentos dramáticos com os momentos irreverentes.

NieA Under 7 é recomendado, principalmente, para aqueles que querem matar o tempo com uma comédia leve e de bem com a vida, fugindo das toneladas de obras de conteúdo raso que são lançadas continuamente. NieA Under 7 é uma flor no lixão, tem que olhar atentamente para descobrir o seu valor. Mesmo sendo o anime menos famoso de Yoshitoshi ABe, NieA Under 7 não deixa nada a desejar aos seus irmão mais famosos, Haibane Renmei e Serial Experiments Lain.



Mais material de Yoshitoshi ABe que apareceu no blog:

Haibane Renmei: Une ille qui a des ailes grises.
Haibane Renmei - Um retorno à Confederação das Penas de Carvão.
Serial Experiments Lain's artbook - Nightmare of Fabrication
Ryutai - Uma imersão na criatividade de Yoshitoshi ABe.
Bicycle Life With Kawaii Girls. Ciclismo Como Você Nunca Viu Antes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...